quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Gestão de Micro e Pequenas Empresas


As Micro e Pequenas Empresas têm conquistado cada vez mais espaço e representatividade no cenário econômico brasileiro. Profissionais autônomos são incentivados a deixar para trás a informalidade e formalizar seus negócios, ganhando mais credibilidade e apoio de órgãos competentes. 

No entanto, em negócios desse porte, é comum que a quantidade de departamentos seja reduzida, até pela falta de recursos para manter um grande número de setores. É por essa razão que os sistema ERP tornam-se uma alternativa de gestão interessante. ERP é uma sigla para Enterprise Resource Planning, que significa Sistema de Integração de Gestão Empresarial. O ERP otimiza o tempo dos empreendedores e reduz os gastos com a gestão, porque permite que todas as variáveis sejam administradas de forma unificada: vendas, receita, estoque, cadastro de clientes, reposição, faturamento e outros elementos que fazem parte da empresa podem ser acompanhados simultaneamente em um único sistema. 

Com um sistema ERP, o empresário pode cuidar de absolutamente todas as operações diárias da empresa sem precisar de inúmeras planilhas. Além disso, também pode visualizar com mais facilidade os números que compõem essa parte mais burocrática do empreendimento. Com um sistema de gestão como esse ainda é possível manter registradas as informações relevantes sobre os clientes, fornecedores e demais parceiros.

Compreender, verdadeiramente, quais soluções a sua empresa oferece e, principalmente, para quem ela oferece é fundamental para conhecer a fundo a forma como o seu negócio funciona.  Os seus clientes podem dizer muito sobre a sua empresa e o seu momento financeiro. Informações como o tipo, o volume e a periodicidade de compras jamais podem ser tomadas como insignificantes, afinal, são essenciais para o seu fluxo de caixa, planejamento, controle de estoque, controle de produção, etc.
Os dados e as estatísticas sobre os clientes possuem papéis indispensáveis na definição de estratégias para a gestão de micro e pequenas empresas, como mudar o mix de produtos/serviços vendidos e aumentar ou diminuir a verba de marketing em determinadas regiões. Para isso, deve-se analisar o volume de faturamento, produtos comprados, custos gerados, histórico e o comportamento financeiro de seus clientes, entre outras informações. Além disso, outra coisa muito importante é ter um status detalhado de tudo o que a sua empresa está fazendo para cada um e gerenciar e registrar todos os contatos realizados.


Falta de conhecimento de gestão e de profissionais qualificados para administrar as micro e pequenas empresas, inviabiliza a sua prosperidade e sucesso.