domingo, 17 de dezembro de 2017

Método Kaizen


Kaizen, (do japonês, "melhoria" ou "mudança para melhor"), refere-se a filosofia ou práticas que incidem sobre a melhoria continuada dos processos de manufatura, engenharia, gestão de negócios ou qualquer processo como até mesmo na área da saúde, psicoterapia, life-coaching, governos, bancos e outras indústrias. Quando usado no sentido de negócio e aplicado ao local de trabalho, o kaizen refere-se a atividades que melhorem continuamente todas as funções e envolve todos os funcionários desde o CEO até os trabalhadores da linha de montagem. Também se aplica a processos, como compra e logística, que cruzam fronteiras organizacionais da cadeia de suprimentos. 


Ao melhorar as atividades e processos padronizados, kaizen tem como objetivo eliminar o desperdício (ver manufatura enxuta). O kaizen foi implementado pela primeira vez em várias empresas japonesas depois da Segunda Guerra Mundial. Desde então, se espalhou por todo o mundo.


“Hoje melhor do que ontem, amanha melhor do que hoje.”

9 MANDAMENTOS DO SISTEMA KAIZEN:


  • Aprender na prática.
  • Todo desperdício deve ser eliminado.
  • Todos os colaboradores devem estar engajados no processo de melhoria.
  • O aumento da produtividade deve ser baseado em ações que não demandem investimento financeiro alto.
  • Deve ser aplicado em qualquer local ou empresa.
  • As melhorias obtidas devem ser divulgadas, como forma de se ter uma comunicação transparente.
  • As ações devem ter foco no local de maior necessidade.
  • O Kaizen deve ser direcionado de forma que seu objetivo seja unicamente a melhoria dos processos.
  • A priorização na melhoria das pessoas deve ser mais importante.


Reconhecer as ideias que surgem e sua importância é indispensável, e essa é a melhor forma de dar início a mudanças para que tudo o que seja feito na empresa tenha como princípio fazer mais e melhor a cada dia.