terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Administração da Produção


A Administração da Produção ou Administração de Operações é a função administrativa responsável pelo estudo e pelo desenvolvimento de técnicas de gestão da produção de bens e serviços. Segundo Slack (1996, p.34) a produção é a função central das organizações já que é aquela que vai se incumbir de alcançar o objetivo principal da empresa, ou seja, sua razão de existir.

A função produção se preocupa principalmente com os seguintes assuntos:

  1. Estratégia de produção: as diversas formas de organizar a produção para atender a demanda e ser competitivo.
  2. Projeto de produtos e serviços: criação e melhora de produtos e serviços.
  3. Sistemas de produção: arranjo físico e fluxos produtivos.
  4. Arranjos produtivos: produção artesanal, produção em massa e produção enxuta.
  5. Ergonomia
  6. Estudo de tempos e movimentos
  7. Planejamento da produção: planejamento de capacidade, agregado, plano mestre de produção e sequenciamento.
  8. Planejamento e controle de projetos

O processo produtivo consiste na transformação de entradas (Input) (de materiais e serviços) em saídas(output) (de outros materiais e serviços).


Transformação é o uso de recursos para mudar o estado ou condição de algo para produzir saídas. A maioria das operações produz tanto produtos como serviços. Os processos de transformação podem ser de vários tipos:

  • De materiais - processam suas propriedades físicas (forma, composição, características), localização (empresas distribuidoras ou de frete) ou posse (empresas de varejo).

  • De informações - processam a forma da informação (ex. contadores), localização (ex. empresa de telecomunicações) ou posse (ex. consultoria, serviços de notícias, etc).
  • De consumidores – processam condições físicas (ex. médicos), de localização (acomodação: ex. hotéis), de estado psicológico (indústria do entretenimento), etc.

PROTEÇÃO DA PRODUÇÃO

Entre as principais responsabilidades da Gerência de operações está a proteção da produção: são medidas utilizadas para garantir a continuidade da produção ao longo do tempo, defendendo-a de intempéries e circunstâncias externas. A proteção da produção pode ser dividida de acordo com sua natureza:

  • Proteção física - envolve a construção de um estoque de recursos, de forma que qualquer interrupção de fornecimento possa ser absorvida pelo estoque. Serve tanto para matérias-primas quanto para produtos acabados.
  • Proteção organizacional - é uma função de isolamento do pessoal da produção com o ambiente externo, onde as outras funções organizacionais agem formando barreiras ou proteções entre as incertezas ambientais e a função produção. É feito pelo pessoal de apoio (escritórios, etc). Seu uso excessivo tem sido criticado por modelos japoneses, que preveem maior interação de pessoal da fábrica com fornecedores/clientes externos.

FUNÇÃO

A produção é central para a organização porque produz os bens e serviços que são a razão da sua existência. Não necessariamente é a mais importante, mas é uma das principais funções de qualquer organização. Em linhas gerais, as principais áreas das organizações:
  • Marketing – Comunicação dos produtos e serviços da empresa;
  • Desenvolvimento de produto/serviço – Criação/Adaptação de novos produtos e serviços;
  • Produção – Produção dos produtos e serviços da empresa;
  • Contábil-financeira – administração das finanças e tomada de decisões econômicas;
  • Recursos humanos – Recrutamento, desenvolvimento e bem estar dos funcionários.
Trabalhar em sinergia com outras áreas da organização é uma das responsabilidades da produção. Essa cooperação deve ser independente do sistema produtivo e tornar possível que a empresa atinja seus objetivos estratégicos.

A administração da produção deve permitir, por meio da integração das informações, a orientação das operações do negócio (orientação por processos) envolvendo todos os setores da empresa. Essa integração da fábrica deve propiciar melhorias de competitividade e garantir a sobrevivência da organização à longo prazo.