terça-feira, 10 de julho de 2018

Gestão do Capital Circulante


As contas circulantes da empresa, ativo e passivo circulantes, fazem parte da administração do capital de giro. Portanto, o objetivo da administração de capital de giro é administrar as contas circulantes, para que possa garantir um nível aceitável de capital circulante líquido. 


É interessante ressaltar que toda empresa deve manter um mínimo possível de capital de giro, pois os ativos circulantes tem que ser capaz de cobrir os passivos circulantes, e é claro com alguma margem de segurança.


Os ativos circulantes que tem mais destaque são: caixa, títulos negociáveis, duplicatas a receber e estoques. Cada um desses ativos circulantes deve ser bem administrado para que se possa garantir a liquidez da empresa. Em se tratando dos passivos circulantes, os mais importantes são: duplicatas a pagar, títulos a pagar e despesas provisionadas.


É preciso que seja bem administrado para garantir que cada uma das fontes de financiamento a curto prazo seja utilizada da melhor maneira possível. A administração do capital de giro é a atividade mais conhecida da Administração Financeira. A maior parte do tempo do administrador financeiro é tomado pela administração do ativos correntes. 


CAPITAL: O capital constitui o recurso financeiro básico de qualquer empresa.


ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS CIRCULANTES: Os principais ativos circulantes mantidos pela maioria das empresas são as contas a receber e estoque, ambos formam 80% de todos os ativos circulantes da maioria das empresas industriais de porte médio. Por isso é fundamental a administração dos ativos circulantes da empresa.




Capital de Giro pode ser entendido como a quantidade de dinheiro que a empresa precisa para operar regularmente. E este recurso financeiro está alocado nos estoque, nas contas a receber, no caixa ou na própria conta corrente da empresa.