domingo, 30 de dezembro de 2018

Marketing Esportivo


Marketing esportivo, segundo Sgobi (2006), é a utilização do esporte como ferramenta de comunicação corporativa ou institucional.

"Marketing Esportivo é o processo de elaborar e implementar atividades de produção, formatação de preço, promoção e distribuição de um produto esportivo para satisfazer as necessidades ou desejos de consumidores e realizar os objetivos da empresa".

Marketing Esportivo abrange o marketing do esporte e o marketing através do esporte. Marketing do esporte: marketing desenvolvido dentro das instituições esportivas, que inclui produtos e serviços esportivos. Exemplos: academias, clubes, corridas, basquete, futebol. Marketing através do esporte: atividades ou produtos que fazem o uso do esporte como veículo promocional ou de comunicação. Exemplos: patrocínio esportivo, ações de ativação, produtos licenciados.

O marketing esportivo refere-se à aplicação específica dos princípios e processos do marketing a produtos de esporte (times, ligas, eventos, etc.).

É uma nova área de marketing que atua dentro da indústria do esporte, movimentando bilhões em todo o mundo. Para se ter uma ideia a Copa do Mundo da África tinha uma estimativa de gerar algo perto de US$ 3,3 Bilhões de receita.

É o uso da publicidade e propaganda aplicado as peculiaridades dos esportes. Essas peculiaridades referem-se ao esporte como fonte de entretenimento, onde a paixão e a emoção estão à todo momento em jogo, possibilitando maior aceitação de possíveis ações de marketing, já que inicialmente aquele momento é de diversão.

Além disso, por muitas vezes envolver amor por uma nacionalidade, clube ou atleta, o marketing esportivo liga-se diretamente aos torcedores nos momentos de conquistas. Por outro lado, os fatores negativos que seleções, clubes ou atletas podem causar também devem ser levados em conta.

A profissão

Em um mercado cada vez mais competitivo, investir em ações de marketing é fundamental para qualquer empresa. Principalmente, aquelas que buscam atender aos desejos dos consumidores.

Neste cenário, a procura por profissionais dessa área tem aumentado consideravelmente, mas ainda há setores que estão em pleno crescimento.

O profissional de Marketing Esportivo está apto a:

Apontar, discutir e interpretar as ações históricas, a partir dos registros disponíveis, para entender a evolução do mercado esportivo;

Analisar modelos estratégicos e experiências vigentes, observáveis no mercado e em registros especializados, para propor ações adequadas a projetos potenciais;

Analisar os identificadores de mercado, compreendendo os influenciadores do ambiente esportivo, para atender à demanda de informações e aprimoramento da gestão do marketing;

Propor modelo de gestão de marketing esportivo, apresentando proposta adequada ao contexto atual para aprimoramento das práticas vigentes.


Mercado de Trabalho

Segundo um levantamento da Catho, especializada em recrutamento, a remuneração para um estagiário em marketing pode chegar a mais de R$ 1 mil. Já o profissional que atua como analista pode ganhar três vezes mais. E quem chega ao cargo de gerente conta com uma remuneração superior a R$ 8 mil. Já para os diretores, o salário pode ultrapassar os R$ 19 mil.

A procura pela carreira de profissional de Marketing Esportivo está bastante aquecida no país. Hoje em dia há sempre alguém querendo trabalhar no ramo, seja para mudar de área ou iniciar a carreira. No Brasil até muito pouco tempo atrás, Marketing Esportivo era visto apenas como uma maneira de vender o patrocínio, executar eventos e aplicar merchandising de arena das marcas nos eventos, mas o cenário está mudando cada vez mais.






Destaca-se algumas estratégias de marketing muito bem elaboradas que já aconteceram no Brasil envolvendo, principalmente, o futebol (ainda a paixão nacional) e um segmento de negócio.