quinta-feira, 28 de maio de 2020

GRIS – Gerenciamento de Risco



O que é a taxa de gerenciamento de riscos?

No âmbito geral, o objetivo das empresas é remunerar o investidor pelo capital investido, gerar receitas capazes de contrabalancear os custos produtivos e projetar lucro que possa ser reaplicado no crescimento do negócio. É preciso destacar, também, que qualquer atividade comercial é permeada por riscos, inclusive o transporte rodoviário de mercadorias.

Há ocasiões nas quais o fabricante contrata uma empresa terceirizada para realizar a movimentação de cargas e, assim, transferir parte dos riscos. Porém, a transportadora tem a vantagem de ser ressarcida pelas situações críticas dessa operação. As instituições com frota própria para levar as mercadorias até os clientes estão sujeitas às mesmas ameaças nas estradas e devem buscar compensação por essa atividade.

Essa taxa é chamada de GRIS e engloba todo o trajeto, desde a origem até o destinatário. É importante destacar que o cálculo não incide sobre o peso da mercadoria, mas, sim, sobre o seu valor, conforme descrito na nota fiscal.

Quais são as variáveis relacionadas?

Essa é uma tarifa que gera incompreensões mesmo entre os profissionais da área logística. Para esclarecer esse aspecto, é preciso considerar como o preço de cada frete é determinado.

Em geral, os preços praticados pelas transportadoras levam em consideração:

  • o peso da carga;
  • a distância do percurso;
  • o tipo de veículo utilizado;
  • a quantidade de manuseios;
  • o tipo de produto transportado;
  • o uso de equipamentos especiais;
  • a categoria da carga (fracionada ou lotação).

Contudo, há a questão do risco da atividade que difere consideravelmente de acordo com o tipo de mercadoria. O transporte de grãos de soja, por exemplo, não sofre as mesmas ameaças que os veículos que carregam produtos eletrônicos. Sendo que o último é um tipo de produto extremamente visado por quadrilhas especializadas em roubo de cargas.

Acrescente, também, o valor agregado de cada um para compreender como a tarifa GRIS pode variar de uma situação para outra.

Qual é a importância do GRIS?

A apuração do GRIS faz parte do conjunto de informações contábeis nas quais o preço de frete é calculado. Para que essa atividade seja desenvolvida corretamente, é necessário analisar os custos operacionais e extrair informações úteis para a precificação.

Em um mercado competitivo, é preciso conhecer o comportamento da demanda e os serviços oferecidos pela concorrência para ajustar a estratégia de acordo.

Portanto, o preço final deve refletir três aspectos principais:

  • maximização dos lucros da transportadora;
  • melhor aproveitamento dos recursos produtivos;
  • manutenção dos níveis de qualidade esperados pelos clientes.

Em outras palavras, é necessário que o capital investido na concepção do negócio seja retribuído para os sócios e para a realização de novos investimentos. A satisfação dos clientes também é um objetivo a ser concretizado, pois se deve garantir que os preços cobrados se equiparem às vantagens percebidas.

Por fim, é preciso buscar a otimização dos recursos utilizados e a redução dos custos para aumentar a rentabilidade do empreendimento.