segunda-feira, 1 de junho de 2020

Sociedade de Conhecimento, Mito ou Realidade



SOCIEDADE DO CONHECIMENTO - Se produziu a partir das redes sociais, das interações e colaborações, entre os indivíduos membros. São pessoas discutindo questões, refletindo sobre elas, ensinando e aprendendo, umas com as outras, em todas as áreas de conhecimento.

Mas para dizer que um indivíduo pertence a sociedade da informação, basta que ele tenha acesso a Internet, as páginas de informação, aos bancos de dados de bibliotecas virtuais, aos artigos científicos, e toda a gama de informações advindas de jornais, revistas, clipping e feeds de notícias do mundo inteiro.

E o que faz um indivíduo dizer que pertence a sociedade do conhecimento é ela mostrar que participa das redes sociais, interage com as pessoas, troca informações. Quando o indivíduo entra numa rede social e é aceito pela rede para se tornar um membro, passa a discutir, contribuir, refletir, produzir informação e colaborar com a construção do conhecimento da rede que pertence.

O grande desafio daqui pra frente não é mais saber conteúdos, posto que esses estão todos disponíveis na Internet, mas quais informações são importantes e relevantes para o crescimento cognitivo, como essas informações vão mudar o modo de ver o mundo e de fazer as pessoas crescerem intelectualmente.

A Sociedade do Conhecimento inaugura uma nova era. Participe de redes sociais, se inscreva, interaja mais, colabore com o que você sabe e pergunte mais, procure saber, trocar ideias e informações. Não basta ter acesso ao dicionário gigante de informações é preciso que ele faça sentido a todos nós e o laboratório de troca de experiências são as redes sociais.

Existem mais de um milhão de redes sociais só nos Estados Unidos. Já existem catálogos enormes de redes sociais. Redes sociais para tudo que é tipo de assunto, gosto, mania, relações sociais.

Hoje a responsabilidade das pessoas é a participação na Educação, seja ela escolar ou universitária, ou até mesmo da pedagogia social, das ruas, é que os indivíduos acessem os dados, acessem a informação, e partilhem dessa informação, interpretando os dados e mostrando aos outros indivíduos a interpretação.